SAÚDE MENTAL E FAMILIAR NAS INSTITUIÇÕES

Área: Ciências Biológicas e da Saúde

Certificado emitido por:

Renovação de Reconhecimento: Portaria Ministerial nº 314, de 02/08/11 - D.O.U de 04/08/11.

TURMAS

EDSON CORTEZ SOUZA | SÁBADOS QUINZENAIS DAS 8H00 AS 17H00

PRÉ-REQUISITOS

Além da exigência legal do Diploma registrado da Graduação, acompanhado do Histórico Escolar; dos documentos pessoais; do comprovante de residência; a Coordenação da Pós-Graduação determina que os candidatos apresentem um curriculum vitae prévio e se submetam a uma entrevista.

PÚBLICO-ALVO

Graduados em diversas áreas que queiram desenvolver ou aprimorar os conhecimentos com uma sólida formação técnico- científica e profissional geral que o capacite a absorver e desenvolver novas tecnologias, estimulando a sua atuação crítica e criativa na identificação e resolução de problemas, considerando seus aspectos políticos, econômicos, sociais, ambientais e culturais, com visão ética e humanística, em atendimento às demandas da sociedade”. Psicólogos, enfermeiros, fisioterapeutas, médicos, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, assistentes sociais, pedagogos, e demais profissionais que trabalham com a saúde mental.

OBJETIVOS

O Curso de Pós Graduação em Saúde Mental e Familiar nas Instituições tem como um dos seus objetivos articular com os Cursos de Graduação em Psicologia e Enfermagem. Já formação profissional em saúde mental, na perspectiva do cuidado integral em saúde, deve apoiar-se principalmente nas políticas públicas que ampliam, renovam e transformam os modelos de atenção e a clínica. Neste horizonte, situam-se a Reforma Psiquiátrica, a Estratégia da Saúde da Família, as práticas de Redução de Danos, os novos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), os Programas de Residência Integrada em Saúde entre tantos outros. Segundo dados de prevalência internacionais adotados pelo Ministério da Saúde, 3% da população apresenta transtornos mentais severos e persistentes, necessitando de cuidados contínuos, e mais 9 a 12% (totalizando cerca de 12 a 15% da população geral do País, em todas as faixas etárias) apresenta transtornos mentais leves, que necessitam de cuidados eventuais. Quanto aos transtornos decorrentes do uso prejudicial de álcool e de outras drogas (exceto tabaco), estima-se que a prevalência seja em torno de 6% da população. Ao se considerar apenas o álcool, entre os 12 e 65 anos de idade, 9% a 11% de pessoas são dependentes, de acordo com pesquisas realizadas no Brasil relativas ao ano de 2005.

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

  • 1 Fotocópia autenticada do diploma de graduação ou certificado de colação de grau;
  • 1 Fotocópia autenticada do Histórico Escolar;
  • 1 Fotocópia simples do documento de identidade e do CPF;
  • 1 Fotocópia simples do comprovante de Residência;
  • 1 Fotocópia simples da Certidão de Nascimento ou Certidão de Casamento;

Atenção – Trazer todos os documentos originais listados acima.