Oferecer qualidade de vida, tornar-se mais compacta e acessível, não ignorar o crescimento industrial e redescobrir o Rio Tietê estes são os principais desafios para o crescimento da cidade de Salto, segundo a coordenadora do curso de Arquitetura e Urbanismo do Ceunsp, professora Renata Segalla, para o Jornal Taperá.

Ao ser questionada sobre o que deve ser priorizado: indústria, setor de serviços, turismo ou os três juntos, a professora explica que o dinamismo regional é industrial, com comércios e serviços pujantes, mas esta diversidade é fundamental para a contínua geração de inovações e dinamismo econômico.

Quer saber outros desafios de Salto? Leia a matéria completa, clicando aqui.