Pelo quinto ano consecutivo, cerca de 120 alunos dos 7º e 9º semestres do curso de Direito do CEUNSP participaram de um julgamento simulado no Museu do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP).

Orientados pelos professores Fernando Moura, Marcos Vinícius Monteiro, Claudio da Silva Alves e pelo coordenador do curso, professor Laercio Veloso, os acadêmicos atuaram como réu, membros do Ministério Público, assistentes de acusação, defensores, escrevente de sala, oficiais de Justiça e jurados.

Na sessão simulada de um julgamento do Tribunal do Júri, com base em um caso verídico, os acadêmicos puderam viver todo o protocolo e clima de um julgamento real. A sessão, realizada no último dia 24, foi presidida pelo professor Claudio Alves e tratou de um crime passional ocorrido na cidade de Itu na noite de Natal de 2011.

O Ministério Público sustentou o homicídio simples e a defesa, por sua vez, sustentou as teses de legítima defesa e homicídio privilegiado. A sessão foi acirrada, sendo finalizada com uma votação de quatro votos a três por homicídio privilegiado e uma pena de reclusão de 2 anos em regime aberto.

Segundo o diretor da Faculdade de Direito, professor Edmilson Antônio Hubert, o júri simulado possui o objetivo de estimular no aluno o envolvimento com as atividades práticas do profissional do Direito. “A cada ano que a Faculdade retorna às dependências do TJ, novas experiências são vivenciadas, em um ambiente coberto de histórias, fatos, casos jurídicos e vidas que naquele mesmo local foram sentenciadas veridicamente há décadas, fazendo a emoção tomar conta de todos os presentes”, afirma.

Ao final, os professores e alunos participantes foram aplaudidos de pé pelos funcionários, demais alunos e o público em geral. A Supervisora de Visitas Técnicas e Monitoradas do TJSP, Soraya Trentin, entregou ao coordenador um certificado de participação. “Esse repetido sucesso do júri simulado é em razão da dedicação dos professores do CEUNSP e a seriedade demonstrada pelos alunos do curso”, destacou o coordenador Laércio.

Fotos: Daniel Gaiciner/TJSP